Por que os cariocas tem o sotaque chiado?

O dialeto carioca é uma variação linguística do português brasileiro, típica da Região Metropolitana do Rio de Janeiro e de outras cidades do Interior Fluminense. Por causa do longo tempo em que o Rio de Janeiro permaneceu como capital do Brasil,O estudo do dialeto carioca começou com a obra de Antenor Nascentes, O Linguajar Carioca, em 1922.

Influências

O sotaque carioca muito tem a haver com o lusitano. Basta notar o “s” chiado e as vogais abertas em palavras como “também”, características comuns em ambos.

Quando a família real portuguesa mudou-se para o Rio, em 1808, fugindo de Napoleão, trouxe cerca de 15.000 portugueses, entre membros da corte e seus serviçais. Essa gente toda mudou o jeito de falar carioca. Data daí o chiado no “s”, como em “festa”, que fica parecendo “feishta”. Os portugueses também chiam no “s”.

Outra forte influência sobre o sotaque carioca são os dialetos africanos, falados pelos escravos que compunham a maioria da população carioca a época do Império.

Gramática

No nível gramatical, o falar carioca possui também algumas especificidades.

Índices de segunda pessoa

No dialeto carioca, tem havido um ressurgimento do uso de tu como índice de segunda pessoa, ao lado do índice mais comum no Brasil, você. Esse uso acontece principalmente entre homens jovens (com menos de 30 anos), no contexto de discurso informal e como marca enfática (uma vez que você é tido como forma não-marcada).

Via: Wikipédia

Deixar comentário

Clique aqui para postar um comentário