Veja os preços dos órgãos humanos no Mercado Negro

O tráfico de órgãos é uma prática totalmente ilegal de comércio de órgãos humanos, como o coração, rins, fígado, etc, para o transplante de órgãos.

Há uma escassez mundial de órgãos disponíveis para transplante, portanto, o comércio de órgãos humanos é ilegal em todos os países, exceto no Irã. Até um certo tempo atrás, na Índia, China e na Filipinas a venda de órgãos era liberada no país.

trafico-de-orgaos1

A questão do tráfico ilegal de órgãos é um problema generalizado, embora os dados sobre a escala exata do mercado de órgãos é difícil de obter. Se deve ou não legalizar o comércio de órgãos, e a maneira adequada de combater o tráfico ilegal, é um assunto de muito debate.

Muitas das maneiras para se obter os órgãos vem do tráfico dos seres humanos, e essas vítimas são variadas, ou seja, conforme o que o cliente necessita, já outros vendem no conhecido Mercado Negro, devido a um desespero financeiro, outras chegam até a serem assassinadas.

O site Medical Transcription disponibiliza os valores do tráfico de órgãos no mercado negro internacional.

Lista completa dos preços dos órgãos:

1. Escalpo – US$ 607;

2. Caveira com dentes – US$ 1.200;

3. Ombros – US$ 500;

4. Intestino delgado – US$ 2.519;

5. Coração – US$ 119 mil;

6. Par de olhos – US$ 1.525;

7. Fígado – US$ 157 mil;

8. Mão e antebraço – US$ 385;

9. Litro de sangue – US$ 337;

10. Pele – US$ 10 por polegada quadrada.

11. Artéria coronária – US$ 1.525;

12. Baço – US$ 508;

13. Estômago – US$ 508;

14. Rim – US$ 262 mil;

15. Vesícula biliar – US$ 1.219;

A doação dos órgãos seria uma boa opção, pois, a maioria desses órgãos são retirados sem qualquer tipo de conhecimento ou consentimento da família, pois é uma máfia onde um funcionário é pago para retirar as partes a serem vendidas sem que a família tenha autorizado ou mesmo saiba desse ocorrido.

Muitos casos também acontecem no caso da pessoa que foi cremada, normalmente as cinzas não pertencem realmente ao falecido. Triste realidade.

Recomendamos:

78 Comentários

Clique aqui para deixar um comentário