Curiosidades Vídeos

O maior suícidio coletivo aconteceu em Jonestown

Suicidio Coletivo em Jonestown

Segundos Fatais – Suicídio Coletivo em Jonestown – Dublado

James Warren “Jim” Jones, nasceu no Condado de Randolph, Indiana, 13 de maio de 1931 e morreu em Jonestown, no dia 18 de novembro de 1978. Ele foi o fundador e líder do culto Templo dos Povos, famoso devido ao suicídio/assassinato em massa em novembro de 1978, onde 918 membros que residiam em Jonestown morreram.

Quase 300 crianças foram assassinadas em Jonestown, praticamente todas por envenenamento devido a ingestão de cianeto. Jones morreu de um ferimento de bala na cabeça; suspeita-se que sua morte foi um suicídio.

Jones nasceu em Indiana e começou o Templo do Povo na década de 1950. Ele mudou a sua seita para a Califórnia em meados dos anos 1960 e ganhou notoriedade com o movimento da sede da igreja em São Francisco, no início de 1970.

No documentário abaixo é relatado todo a história fatídica sobre o Massacre de Jonestown que aconteceu em 18 de novembro de 1978 na Guiana (América do Sul) com o suicídio coletivo de mais de 900 pessoas, dentre adultos e crianças, isso resultou na maior perda de vidas de civis norte-americanas em desastres não naturais até os ataques de 11 de setembro de 2001.

A seita “O Peoples Temple” (Templo dos Povos), com sede em São Francisco, EUA, era conduzido pelo líder religioso Jim Jones. O fanatismo religioso é visto como um caso extremo. O reverendo Jones veio ao Brasil em 1970 e depois decidiu se instalar na Guiana.

REDES SOCIAIS