Por que a Torre de Pisa é inclinada?

torre de pisa Itália

Inicialmente a intenção dos engenheiros era de que a torre ficasse na vertical, porém ela começou a se inclinar para o sudeste logo após o início de sua construção, em 1173, devido a uma fundação mal planejada e construída e a um solo de fundação pouco firme, formado por camadas de argila e areia, que permitiu à fundação ficar com assentamentos diferenciais. A torre atualmente se inclina para o sudoeste.

A torre inclinada de Pisa, ou simplesmente Torre de Pisa, é um campanário da catedral da cidade italiana de Pisa. Está situada atrás da catedral, e é a terceira mais antiga estrutura na praça da Catedral de Pisa, depois da catedral e do batistério.

A torre pesa cerca de 14.500 toneladas. Sua altura do solo ao topo da torre é de 55,86 metros no lado mais baixo e de 56,70 metros na parte mais alta, sendo assim, um recalque de 0,84 metros. A torre tem 296 ou 294 degraus: o sétimo andar da face norte das escadas tem dois degraus a menos.

torre inclinada de pisaAntes de ser realizado um trabalho de restauração, entre 1990 e 2001 a torre estava inclinada com um ângulo de 5,5 graus, estando agora a torre inclinada em cerca de 3,99 graus. Isto significa que o topo da torre está a uma distância de 3,9 m de onde ele estaria se a torre estivesse perfeitamente na vertical.

O engenheiro encarregado do projeto, Bonnano Pisano, tentou compensar a inclinação construindo os demais cinco andares ligeiramente mais altos do lado em que a estrutura pendia para baixo, mas o excesso de peso só fez a torre a torre afundar ainda mais.

A construção foi finalizada somente na segunda metade do século XIV, mas ao longo dos séculos foram realizadas diversas tentativas de endireitar a estrutura, porém, nada adiantou. No século XX, a torre passou a se inclinar cerca de 1,2 milímetro por ano. Em 1990 ela foi fechada ao público, uma vez que sua pendência em relação ao eixo teria chegado aos 4,5 metros, portanto, um grande risco de tombar. A partir disso, várias sugestões foram dadas para tentar salvar a torre, até que uma delas, formada por 14 especialistas, foi finalmente escolhida.
A proposta vencedora foi aprovada em 1997, onde foi encontrada uma solução simples e eficaz para reforçar a estrutura. Foram utilizadas placas de chumbo na fundação para evitar qualquer risco de desmoronamento enquanto o reparo era realizado. Além disso, foi injetado cimento nos muros que rodeiam a torre.

O trabalho só terminou em junho de  2201, e foram gastos cerca de 25 milhões de dólares, mas o resultado foi na redução da inclinação da torre em 40 centímetros, sendo assim, reaberta ao público em 15 de dezembro do mesmo ano.

FONTE: Wikipédia
ASSINE NOSSA NEWSLETTER