As dietas mais estranhas e extremas do mundo

As dietas mais estranhas e extremas do mundo:

Muita gente que anda acima do peso procura diariamente meios de dietas que as permitam comer de tudo e perder peso ao mesmo tempo. Mas será que estão dispostos a fazer as dietas mais estranhas e extremas do mundo?

Ainda não é possível comer muito e emagrecer, mas a medicina avança e tudo pode ser possível no futuro.

Mesmo assim, há muitas dietas extremas que prometem muito, e resultam até mesmo em mortes. A seguir você estará acompanhando as dietas mais tenebrosas de que se há notícia!

Não se preocupe, a dieta vegetariana não está na lista.

Dieta do limão:

Suco de limão, pimenta e água por 10 dias. Ajuda a emagrecer enquanto a dieta é aplicada, pois a gordura volta assim que se deixa de beber deste “maravilhoso” suco.

A perda de peso é acompanhada pela náusea, perda de massa muscular e muita fraqueza, assim como desequilíbrio e confusão mental moderada. Por mais de 10 dias talvez seja um meio eficiente de encontrar Jesus mais cedo.

Você sabia que dormir sem roupa ajuda a emagrecer?

Dieta da língua – Uma Dieta Estranha!

Imagine que você quer ter dificuldade para comer, e recorre a uma cirurgia que lhe ajuda com esse desejo doido. Assim funciona a dieta da língua, que consiste em realizar uma pequena operação para inserir um material áspero e rígido na língua.

Uma vez que o material esteja “devidamente costurado”, se torna muito difícil e doloroso movimentar a língua, portanto, é muito difícil comer.

Não há uma base científica que comprove a eficácia desse “tratamento”, até porque faz a ciência perder sua credibilidade com essas façanhas mirabolantes.

Dieta da Solitária:

Não consiste em isolar os gordinhos até ficarem magros mas é algo igualmente ruim.

Parte do princípio de ingerir solitárias, conhecidas também como tênias, e deixa-las crescer no organismo.

A técnica utilizaria algumas pílulas para estimular o crescimento das monstrinhas, que podem chegar até 6 metros de comprimento e depositam milhões de ovos nos órgãos.

Não é preciso dizer que isso não é um bom negócio, afinal, as larvas podem ir para outros órgãos e tecidos através da corrente sanguínea, isso pode causar cistos em lugares realmente perigosos como os olhos e o cérebro.

Você sabia que uma cerveja por dia faz bem pro coração?

Dieta do algodão:

Tal como o nome já incita, essa estranha dieta se consiste em ingerir bolas de algodão. Não, não é algodão doce, é algodão literal.

Para ter algum gosto algumas pessoas mergulhavam em suco, mas não mudava o fato de ser algodão e ter uma composição que o nosso corpo não é capaz de digerir. O glorioso resultado era emagrecer por enganar psicologicamente o organismo.

Contudo, a pessoa quase sempre interrompia o sistema digestivo, criando um grande bolo de matéria fecal com, adivinha só, algodão.

A dieta causava cansaço extremo, perda de massa muscular, tontura, vômitos e, se uma lavagem estomacal não fosse efetiva, uma cirurgia para remoção da massa fecal de algodão.

Dieta do monge – Uma dieta extrema!

Diferentemente das dietas das modelos, esta dieta é exclusiva de alguns monges que almejam chegar ao status de Buda. A dieta funcionava como o prelúdio de uma mumificação voluntária.

Ainda em vida, durante um período de 9 anos a pessoa passava a ingerir apenas sementes e castanhas por 3 anos para eliminar a gordura do corpo. Por mais 3 anos se alimentavam apenas da casca e raiz de árvores para eliminar os fluídos do corpo. Durante esses 3 anos consumiam um chá feito com a seiva venenosa de uma árvore.

Os corpos se tornavam venenosos demais para serem consumidos pelos vermes, então entrava em aplicação o passo final. O monge entrava numa tumba de pedra, com um pequeno espaço para respirar, em posição de lótus ele segurava um sino para identificarem enquanto ainda estivesse vivo.

Assim que o sino parasse de tocar o respiradouro era selado e o monge era deixado por mais 3 anos lá dentro.

Uma vez que os 9 nos tivessem se acabado, a tumba era aberta, e aquele que tivesse sua forma preservada com a efetiva mumificação seria consagrado como um verdadeiro Buda.

E isso sim, é uma dieta estranha e extrema.

É verdade que uma cerveja por dia faz bem pro coração?

Autor do texto: Guilherme Vieira