A ONU planeja colocar chip de identificação nos humanos

implantação de microchips na pele

A previsão é que esse projeto ocorra até 2030, de acordo com o planejamento da ONU. A ideia é implantar um chip para cada pessoa no mundo, onde eles terão um sistema biométrico de identificação. Esse chip deverá conter uma base de dados que armazenará as informações pessoais de cada ser humano. A intenção é de que todos os governos do mundo tentem persuadir seus cidadãos na aplicação desse novo.

A ONU implementou este projeto entre alguns refugiados que chegaram na Europa, além do sistema de coleta facial, íris, impressões digitais, entre outros dados biométricos que constituem em uma única documentação oficial para os refugiados.

ONU planeja implantar chip de identificação nos humanos

As informações coletadas serão enviadas para uma base de dados central em Genebra, permitindo assim que elas sejam efetivamente monitoradas, mas, estes novos cartões de identificação biométricos não serão exclusivamente para esses refugiados, e sim posteriormente para o mundo todo.

De acordo com um relatório da FindBiometrics, as autoridades acreditam que essa tecnologia será aplicada em todos os seres humanos até 2030, onde a identificação de cada homem, mulher e criança serão através dos chips nas mãos de cada um.

Caso as pessoas se recusassem a aderir ao sistema de identificação legal, ficaria limitado, seja para ocupar um cargo em uma empresa, uma nova conta bancária, solicitar um cartão de crédito, receber qualquer forma de pagamento do governo, etc. De acordo com Michael Snyde, a pessoa que não permitisse essa tecnologia provavelmente seria totalmente excluída da sociedade.

Ele também reforça que a elite quer é garantir que todos estejam” dentro sistema “, que eles dominam e manipulam para seus próprios fins. Essa seria a razão pela qual eles estão desestimulando as pessoas a utilizarem o dinheiro em todo o mundo.

Implantação de chip nos Estados Unidos

Uma empresa norte americana, sediada no estado de Wisconsin iniciará o processo de implantação de microchips em alguns de seus funcionários, para facilitar tarefas como abrir portas, acessar computadores, fazer cópias de documentos e compartilhar informação, além de outras funções.

Os 50 funcionários da empresa desenvolvedora de software Three Square Market se ofereceram como voluntários para participarem desse novo experimento, onde deverão ser implantados chips no tamanho de um grão de arroz entre o polegar e o dedo indicador do indivíduo. Cada um desses microprocessadores custará US$ 300.

Os chips possuem sensores que ao serem escaneados permitirão que os funcionários da empresa possam acessar informações em computadores e outros dispositivos. Além disso, liberam o pagamento de compras sem a obrigação de usar cartões de crédito ou smartphones.

O diretor-executivo da empresa, Todd Westby, acredita que essa é uma excelente forma de avançar na inovação da empresa, e que a implantação desses microchips não trará nenhum tipo de dor em sua aplicação, e que seu uso está totalmente dentro das leis exigidas pela agência federal de Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA, na sigla em inglês), que inclusive efetuou a liberação de seu uso em 2004.

E aí, gostou? Compartilhem e comentem!

 

VEJA ESSES ARTIGOS TAMBÉM: