4 Curiosidades que você não sabia sobre as Árvores

Pode parecer papo de ambientalista conversar sobre árvores hoje em dia. Mas você vai ficar encantado com essas 4 curiosidades sobre árvores – que você provavelmente não sabia!

Estes belos purificadores de ar e provedores de frutas estão na Terra a muito mais tempo que qualquer outro ser vivo. Inúmeras são as simbologias em torno da árvore, seja nas mais variadas religiões, ou até na política, como no dia da árvore.

Conheça a árvore mais perigosa do mundo!

Provavelmente você não saiba sobre muitas características das árvores, então faremos com que você passe a vê-las de maneira diferente de agora em diante.

1º As Árvores vivem centenas de anos!

Como muitos sabem, algumas espécies de árvores podem viver centenas de anos, outras como Pinus Longeva e Pinus Aristata podem ficar entre nós por até 9.000 anos.

Veja também: Árvores que nascem, crescem e engolem objetos.

É um tempo de vida possível devido ao crescimento lento dessas árvores, já que produzem uma madeira mais densa e compacta; levando um bom tempo até estar completamente formada.

2º Como descobrimos a idade das árvores?

Muitas pessoas não sabem ao certo se os anéis da árvore são realmente funcionais para calcular quanto tempo ela possui de vida – há muitos mitos em torno de qualquer informação.

É por meio dos anéis nos troncos das árvores que calculamos a idade delas.

Contudo, esses anéis se formam no crescimento radial da árvore, do centro para fora, e usualmente aparece 1 anel por ano. Portanto sim, a idade das árvores é calculada por seus anéis.

3º A árvore na cultura:

Árvores podem ser comuns a ponto de simplesmente as ignorarmos por aí. Mesmo assim, elas sempre tiveram um papel simbólico e análogo para a humanidade.

A partir da Bíblia, Deus coloca, no centro do jardim do Éden, duas árvores; a Árvore da Vida, e a Árvore do Conhecimento. A última mencionada, responsável por dar origem ao fruto proibido que seria oferecido por uma serpente à Eva.

Clique aqui e veja as 10 árvores mais curiosas do mundo!

Em toda a história das antigas civilizações, inúmeras eram as menções à árvore da vida. Os babilônicos, celtas, islâmicos e egípcios todos viam na árvore um símbolo sagrado.

A representação da criação, da imortalidade e fecundidade, da raiz ao topo como sendo uma estrada que ligasse o submundo à terra, e esta ao céu.

4º Árvores são seres inteligentes:

A inteligência pode ser um fardo quando se conhece demais sobre o mundo, a ponto de existir uma espécie de palmeira que “comete suicídio” para poder procriar. É um mecanismo natural da existência e, certamente possui uma função maior do que qualquer leigo no assunto possa entender.

Como parte de estudos realizados com árvores, cientistas e pesquisadores afirmam que as árvores possuem memória molecular. A cada ano de crescimento elas acrescentam um pouco da atmosfera do ambiente convertida em carbono. Assim, a memória da árvore consiste numa reprodução física do seu próprio tempo de vida.

Você sabia que é possível que uma árvore com um galho ferido simplesmente o ampute? O caso consiste numa espécie de autopercepção, já que ela bloqueia intencionalmente a circulação da seiva na região afetada, produzindo o equivalente a uma necrose.

A consequência é a queda do galho que não mais estava saudável. Isso acontece apenas quando o ferimento do galho é superior à capacidade de recuperação da árvore, ou, necessite de nutrientes e água a tal ponto que exija demais de seu funcionamento.

Deixar comentário

Clique aqui para postar um comentário