Curiosidades Mistérios Religião

Você sabe o que significa “Os sete pecados capitais”?

Os sete pecados capitais se trata de uma classificação de condições humanas conhecidas atualmente como vícios, que são muito antigas e que precedem ao surgimento do cristianismo, mas que foram usadas mais tarde pelo catolicismo com o intuito de controlar, educar, e proteger os seguidores, de forma a compreender e controlar os instintos básicos do ser humano, ou seja, atitudes humanas contrárias às leis divinas.

Foram definidos pela Igreja Católica, no final do século VI, durante o papado de Gregório Magno.

A partir de inícios do século XIV a popularidade dos sete pecados capitais entre artistas da época resultou numa popularização e mistura com a cultura humana no mundo inteiro. Veja quais são os sete pecados.

1.Gula

É o desejo insaciável por comer e beber somente por prazer, em quantidade superior àquela necessária para o corpo humano. A pessoa que comete este pecado não vai diretamente para o inferno. Segunda tal visão, a gula também está relacionada com o egoísmo humano: querer adquirir sempre mais e mais, não se contentando com o que já tem, uma forma de cobiça.

gula

2.Avareza

Avareza ou ganância é o apego ao excessivo de forma exagerada pelos bens materiais e ao dinheiro. O avarento prefere os bens materiais ao convívio com Deus e seu desejo por adquirir bens materiais e de acumular riquezas é desmoderado.

É considerado o pecado mais tolo, por se firmar em possibilidades.

avareza

3.Luxúria

A luxúria é o desejo passional e egoísta por todo o prazer corporal e material. Apego e valorização extrema aos prazeres carnais, à sexualidade e a sensualidade. A luxúria não é só definida pelo lado sexual, mas sim também relacionada com a gula, a soberba e a avareza, pois, através de ambas, o pecador deseja adquirir o prazer.

Luxuria

4.Ira

Conhecida também por cólera, a ira é um sentimento forte de causar mal a outrem, vontade de vingança. É um dos grandes responsáveis pela maior parte dos conflitos humanos no transcorrer das gerações.

ira

5.Inveja

A inveja é o desejo exagerado por coisas que são de outras pessoas. É considerada pecado porque uma pessoa invejosa ignora suas próprias bênçãos e prioriza o status de outra pessoa no lugar do próprio crescimento espiritual. O invejoso ignora tudo com que foi abençoado e que possui, para cobiçar o que é do próximo.

inveja

6.Preguiça

A pessoa com pratica este pecado capital é caracterizada como uma pessoa que vive em estado de falta de capricho, de esmero, de empenho, em negligência, desleixo, morosidade, lentidão e moleza, de causa orgânica ou psíquica, que a leva a uma inatividade acentuada.

Preguica

7.Soberba

A soberba é também conhecida uma manifestação de orgulho, arrogância e vaidade.

De acordo com o teólogo São Tomás de Aquino, a soberba era um pecado tão abominável pela igreja que chegava ao extremo. Aquino tratava a questão da vaidade como sendo um pecado em paralelo, porém, a Igreja Católica decidiu unir a vaidade à soberba, acreditando que neles havia um mesmo componente de vanglória.

Soberba

REDES SOCIAIS