Veja as 10 árvores mais curiosas do mundo

Veja as 10 árvores mais curiosas do mundo

Árvore é um vegetal de tronco lenhoso cujos ramos só saem a certa altura do solo. Em termos biológicos é uma planta permanentemente lenhosa de grande porte, com raízes pivotantes, caule lenhoso do tipo tronco, que forma ramos bem acima do nível do solo e que se estendem até o ápice da raiz. Elas oferecem abrigo e muitas delas, comida também. Nessa seleção iremos conhecer as árvores mais curiosas do planeta, pelas suas formas, suas histórias, e que atraem anualmente milhares de turistas apreciadores da natureza.

1. Árvore da Vida

A Árvore da Vida fica localizada no deserto do Bahrein há 400 anos, graças às raízes profundas e extensas. Segundo a lenda, dizem que ela fica no mesmo local do bíblico Jardim do Éden, atraindo mais de 50 mil turistas que percorrem 2 km de areia fina para ver de perto a Sharajat-al-Hayat, nome denominado pelo idioma local.

arvore da vida

2. Árvores de Circo

Axel Erlandson montou em sua fazenda na Califórnia, da década de 40 árvores com aparências diferentes. Ele podava, vergava e inseminava as plantas em formas fantásticas. Para a Árvore Cesto, por exemplo, ele plantou seis mudas em um círculo e depois as enxertou umas nas outras para formar os padrões geométricos que desenham o tronco acima.Arvores de Circo

3. Árvore Baobás

Os baobás são um gênero de árvore com oito espécies, seis nativas da ilha de Madagascar, uma do continente africano e Médio Oriente e uma da Austrália. O baobá é a árvore nacional de Madagascar e o emblema nacional do Senegal. Seus troncos podem armazenar até 120 mil litros-d’água, chegam ter até 25 m de altura e 7 m de diâmetro, os baobás crescem em zonas áridas e sofrem intervenções humanas, como um incrível banheiro, construído dentro de seu casco.

arvore-baoba-senegal-madagascar

4. Árvore Banyan

A construção é marcada pelas raízes gigantes das árvores que crescem para cima, ao redor e através das suas paredes. Na Índia, aliás, as pessoas acreditam que a árvore realiza desejos e traz sorte.

Arvore Baobas

5. Cajueiro de Pirangi

O maior cajueiro do mundo, também conhecido como cajueiro de Pirangi, é uma árvore gigante localizada na praia de Pirangi do Norte no município de Parnamirim, a doze quilômetros ao sul de Natal, capital do estado brasileiro do Rio Grande do Norte.

A árvore cobre uma área de aproximadamente 8 500 m², com um perímetro de aproximadamente 500 m e produz cerca de 70 a 80 mil cajus na safra, o equivalente a 2,5 toneladas. E seu tamanho é o equivalente a 70 cajueiros. O cajueiro teria sido plantado em 1888 por um pescador chamado Luís Inácio de Oliveira; o pescador morreu, com 93 anos de idade, sob as sombras do cajueiro.

Cajueiro de Pirangi

6. Carvalho

O Chêne Chapelle (“capela de carvalho”) é uma árvore localizada na França. O carvalho tem entre 800 e 1200 anos de idade. Tem cerca de 15 metros de altura e sua base tem uma circunferência de 16 metros. Seu tronco oco hospeda duas capelas, que foram construídas em 1669 e ainda são utilizados.

Quando a árvore estava se aproximando dos 500 anos de idade, foi atingida por um raio; O incêndio foi queimando lentamente no centro da árvore. O Abade local, Du Detroit e o padre da aldeia, Pai Du Cerceau, afirmou que as impressionantes chamas era um evento que tinha acontecido com o propósito de um santo. Então, eles construíram um lugar de peregrinação dedicado à Virgem Maria no oco.

Chapelle Chene

7. Cipreste

Cipreste é o termo genérico aplicado a uma grande variedade de espécies de árvores coníferas da família das Cupressaceae, ou família dos ciprestes, muito utilizadas como árvores ornamentais e para a produção de madeira. A maior parte destas plantas pertencem aos gêneros Cupressus e Chamaecyparis, mas existem outros gêneros a incluir esta designação. A árvore tem mais de 2 mil anos e é uma das maiores do mundo, com 42 m de altura, volume de 817 m³ e peso estimado de 636 toneladas. Por conta do seu tamanho, os nódulos que surgem nos troncos formam figuras que atraem visitantes.

Arvore Cipreste

8. Dragoeiro

A Dracaena draco L., mais conhecida como dragoeiro, é uma planta da classe Liliopsida, originária da região biogeográfica atlântica da Macaronésia, onde é nativa dos arquipélagos das Canárias,Madeira e Açores, ocorrendo localmente da costa africana vizinha e em Cabo Verde. Pode atingir centenas de anos de idade, produzindo árvores de grandes dimensões. Suas cascas e folhas cortadas secretam uma resina avermelhada, batizada como sangue de dragão, que era usada na Europa para produzir remédios ou tingir madeira e tecidos.

Dragoeiro

9. Árvore Sabina

Juniperus L., também conhecida como zimbro, zimbreiro, junípero e sabina, pertence ao gênero das coníferas pertencente à família Cupressaceae, que inclui de 50 à 67 espécies de arbustos procumbentes, arbustos e árvores de médio porte, caracterizados por apresentarem tronco robusto, madeira duradoura e, em geral, excepcional longevidade. Os ventos fortes causaram uma deformação nos troncos da maioria das Sabinas da Ilha de El Hierro, no arquipélago espanhol das Canárias. A árvore foi descartada para a fabricação de móveis por conta de sua fragilidade, mas virou atração turística, especialmente durante a Semana Santa.

Sabina Arvore

10. Sequoia

A sequoia-gigante é a maior árvore do mundo em termos de volume. Ela atinge em média 85 – 115 m de altura, e 8–12 m em diâmetro. A sequoia mais velha tem cerca de 4.650 anos de idade e se encontra no Parque Nacional da Sequoia, na Califórnia. A sequoia mais alta tem 115 metros de altura e 18 metros de diâmetro. A casca da sequoia é fibrosa, com sulcos, podendo chegar a 60 cm de espessura na base do tronco.

Sequoia Arvore

Curta nossa página

Parceiro

O Super Curioso