Veja algumas dicas de como tratar a coceira vaginal

Você já sentiu ou sente aquela coceira nas partes íntimas que te incomodam ao extremo? Pois bem, esses sintomas podem indicar que tem algo errado ou em desequilíbrio no seu corpo. Sempre que aparecerem sintomas que não são comuns se consulte com um especialista na área. A causa dessas coceiras podem ser uma simples falta de higienização ou até uma doença grave, como o câncer.

Essa coceira e irritação causam um grande desconforto em qualquer parte do corpo. No entanto, mas quando acontece em uma parte sensível como a vagina, pode ser muito mais desagradável. No geral, não é preciso se preocupar, pois muitas vezes apenas indicam que houve uma irritação ou infecção no local, mas é sempre bom você consultar o ginecologista para uma avaliação e eventuais cuidados.

Quais são os fatores que levam a essas coceiras?

[mks_separator style=”blank” height=”5″]

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]1.[/mks_dropcap]Candidíase

É uma infecção vulvovaginal causada por algum tipo de fungo. No normal, a coceira é desconfortante e pode ocorrer por diversas vezes ao longo da vida. Algumas mulheres chegam a ter essas coceiras todo mês.

A candidíase também pode causar dor pélvica e incômodo durante a relação e corrimento e secura vaginal.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]2.[/mks_dropcap]Higiene incorreta

Esse é um dos fatores que mais levam a coceira vaginal. A falta de uma higienização correta faz com que as coceiras possam se tornam comuns. Muitas mulheres não lavam corretamente a região íntima porque não conhecem direito o próprio corpo e tem receio de se tocarem durante o banho, pois é um grande tabu para elas.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.[/mks_dropcap]Doenças

Dependendo dos sintomas podem também ser um típico caso de doença. A mais comum delas é o líquen que é uma doença inflamatória que pode comprometer a pele ou mucosas causando muita coceira e manchas brancas na região afetada.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.1[/mks_dropcap]Câncer de Vulva

O câncer de vulva pode ser mais sério, porém mais raro de acontecer, podendo acarretar coceiras na região, mas ocorrem em mulheres mais velhas.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.2[/mks_dropcap]Herpes

É uma doença sexualmente transmissível (DST) onde se manifesta inicialmente através de coceira na região íntima, mas que posteriormente vão aparecendo outros sintomas, como bolhas, ardência, e muitas vezes, corrimentos.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.3[/mks_dropcap]Menopausa

No fim da vida reprodutiva da mulher, ocorre uma diminuição da produção de estrógeno que pode fazer com que as paredes vaginais fiquem mais finas e secas, podendo causar também coceira e irritação. Esse problema também pode acontecer em mulheres que estão amamentando.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.4[/mks_dropcap]Irritantes químicos

Diversas substâncias químicas também podem ocorrer as tão temidas coceiras que podem irritar a vagina, como, duchas, espumas, detergentes, cremes, preservativos, contraceptivos, sabonetes, papel higiênico perfumado e amaciantes.

[mks_dropcap style=”letter” size=”35″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.5[/mks_dropcap]Líquen escleroso

Essa já é uma condição mais rara, que causa a formação de manchas brancas e finas sobre a pele, principalmente ao redor da vulva. Das manchas podem aparecer cicatrizes permanentes na área vaginal. Mulheres na pós-menopausa têm maior probabilidade de desenvolver esta condição.

Dicas para prevenir e tratar a irritação vaginal:

  • Procure sempre se limpar de frente para trás após urinar;
  • Não deixe de usar preservativos antes da relação, pois previne contra doenças sexualmente transmissíveis;
  • Se for diagnosticado uma infecção, evite ter relações até que a infecção melhore;
  • Use água e dê preferência a sabonetes sem aroma para lavar regularmente suas partes íntimas. Evite tomar banho mais do que uma vez por dia, pois o excesso pode aumentar a secura;
  • Use calcinhas de algodão e mude a sua roupa íntima todos os dias;
  • Se você estiver com problemas de secura vaginal, use um lubrificante;
  • Evite coçar, pois você pode irritar ainda mais a área.

Medicamentos para Coceira vaginal:

A coceira vaginal pode ter diversas causas, de modo que o tratamento pode variar de acordo com o diagnóstico do médico especialista. Evite se automedicar, procure um médico capacitado, pois só ele pode lhe passar o medicamento e dosagens corretas para o seu tratamento. Os medicamentos mais comuns utilizados nesse caso são:

  • ClindaminC
  • Clocef
  • Fluconazol
  • Metronidazol

Não interrompa o uso do medicamento sem antes consultar um médico.

 

Curta nossa página

Parceiro

O Super Curioso