Veja a pulseira que controla o quanto você gasta

Gastar mais dinheiro do que se ganha é uma situação bem corriqueira para a maioria da população mundial. O consumismo só cresce no decorrer dos anos. Cada vez mais, as pessoas tendem e gastar mais do que se ganha, infelizmente é um problema sério e bastante habitual.

As propagandas atuais são voltadas para convencer as pessoas a consumirem o tempo todo, e mesmo que ela tenham um auto controle, é muito difícil não se render as belas formas publicitárias de produtos que as empresas tentam nos impor e nos vender. Sabendo desse consumismo desenfreado  e crescente, uma empresa britânica desenvolveu uma pulseira para punir aquelas pessoas que não conseguem se controlar quando vão as compras.

consumismo

A criação é fruto de uma parceria entre as empresas Intelligent Enviroments e a Pavlok, fabricante de pulseiras que dão choques de até 225 volts para punir e tentar evitar os maus hábitos do consumismo, inspiradas na psicologia comportamental.

Você é que controla seus gastos

Ela funciona de acordo com o que o usuário programar, limitando o valor que poderá gastar, caso esteja ultrapassando o valor programado, receberá uma “punição” de sua escolha. O problema é que o programa precisa ser associado às contas bancárias, então as duas empresas precisam se associar a bancos para que a ideia possa entrar ser posta em prática.

O software já está pronto, porém, não se tem previsão de quantos meses irá demorar para que seja posto em prática o sistema. Poderá demorar alguns meses para que os primeiros usuários possam testar essa nova criação. Segundo os executivos que desenvolveram esse projeto, as pessoas com menos de 40 anos demonstraram mais interesse pela invenção do que as pessoas com mais de 50 anos.

Reduzir Gastos – Dicas de como economizar e poupar dinheiro

Quando será que chegará ao Brasil? Acredito que muitas empresas não irão gostar muito dessa nova invenção, pois como o Brasil é um país capitalista, o consumismo influência muito na economia do país.

FONTE: Hypeness