Os piores casos de contaminações alimentares da história

Os piores casos de contaminações alimentares da história

A tendência é que confiemos nos alimentos produzidos por pequenas e grandes empresas, pois acreditamos que o controle de qualidade nos garante a saúde, porém, não é bem assim. Conheça alguns casos considerados as maiores contaminações alimentares da história com resultados catastróficos.

1. Cerveja contaminada na Inglaterra em 1900-1901

O caso aconteceu na Inglaterra entre 1900 e 1901 é foi uma das primeiras a ser investigada e descoberta a causa do envenenamento. Esse fato afetou mais de 100 estabelecimentos no norte da Inglaterra causando mais de 6.000 envenenamentos e 71 mortes. Após investigações, foi descoberto que a causa foi o arsênio misturado com ácido sulfúrico, que é usado na cana, o qual a cerveja é produzida. Os sintomas mais comuns foram dores de estômago, pigmentação da pele, lesões hepáticas ou neurite periférica dentre outros.

2. Japão 1956 – Doença de Minamata

Na época foi denominada como doença de Minamata, uma vez que foi nesta cidade que o surto começou e onde a maioria dos casos ocorreram. Além das pessoas, os animais de estimação e aves também foram atingidos, apresentando sintomas como a falta de coordenação dos movimentos, o sentido prejudicado, fraqueza e paralisia nos casos mais graves, levando alguns a morte. Este surto ocorreu em 1956, mas foi somente em 1968 que o governo japonês disse que a causa da intoxicação.

Foram 111 mortos e mais de 2200 pessoas afetadas. A causa foi o mercúrio despejado no mar por uma empresa petroquímica, chamada Chisso, que consequentemente contaminou os peixes e os mariscos. As pessoas que comeram essa iguariam tiveram uma contaminação alimentar grave e até hoje algumas delas ainda possuem sequelas dessa contaminação.

3. Iraque 1971 – Grão de milho contaminado

Grãos de milho foram tratados com um fungicida à base de mercúrio, o qual é completamente impróprio para o consumo, levando pessoas a uma grave intoxicação alimentar. Na época, os grãos foram enviados dos Estado Unidos para o Iraque para servir de sementes. Foram cerca de 650 pessoas mortas. Os sintomas foram muito comuns aos da doença de Minamata: cegueira, descoordenação muscular, dormência na pele), etc.

4. Espanha 1981 – óleo de colza

Essa contaminação ocorreu na Espanha, no ano de 1981. Foi conhecida como a “síndrome tóxica” e afetou mais de 20.000 pessoas e matou cerca de 1.100. O óleo de colza desnaturado foi utilizado para consumo como um azeite a preço muito acessível. As pessoas compravam de vendedores de rua, sem saber que ele era impróprio para consumo humano.

5. China 2008 – de leite do bebê

Nesse episódio mais de 20 empresas chinesas produtoras de leite do bebê estavam envolvidas na venda de leite contaminados. Para aparentar que o leite tivesse mais proteínas, foram adicionada melamina no leite, uma substância utilizada para produzir aglomerados.

Acabou afetando cerca de 300.000 crianças, sendo que 54.000 foram hospitalizadas com problemas renais e 6 morreram. O governo chinês foi implacavelmente culpado diante desse fato.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

REDES SOCIAIS

Parceiro