Os 30 fatos assustadores sobre o Holocausto

extermínio de judeus holocausto

Holocausto, também conhecido como Shoá, foi o genocídio ou assassinato em massa de cerca de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial, no século XX, patrocinado pelo Estado nazista, liderado por Adolf Hitler e pelo Partido Nazista e que ocorreu nos territórios ocupados pelos alemães durante a guerra.

Dos nove milhões de judeus que residiam na Europa antes do Holocausto, cerca de dois terços foram mortos; mais de um milhão de crianças, dois milhões de mulheres e três milhões de homens judeus morreram durante o período da guerra.

Vítimas do Holocausto

Apesar de ainda haver discussão sobre o uso e abrangência do termo “Holocausto”, o genocídio nazista contra os judeus foi parte de um conjunto mais amplo de atos de opressão e de assassinatos em massa agregados cometidos pelo governo nazista contra vários grupos étnicos, políticos e sociais na Europa.

Além dos judeus, também foram vítimas os ciganos, poloneses, comunistas, homossexuais, prisioneiros de guerra soviéticos, Testemunhas de Jeová e deficientes físicos e mentais. Segundo estimativas recentes baseadas em números obtidos desde a queda da União Soviética em 1989, um total de cerca de onze milhões de civis (principalmente eslavos) e prisioneiros de guerra foram intencionalmente mortos pelo regime nazista.

Curiosidades assustadoras sobre o Holocausto

1. Os nazistas não permitiam que as crianças pequenas sobrevivessem, pois eles acreditavam que essas crianças poderiam representar uma grande ameaça, uma vez que se eles vivessem, eles cresceriam para formar uma nova geração de judeus. Se tornando então um alvo particular dos nazistas para serem assassinados durante o Holocausto. Muitas delas foram sufocadas nos lotados carros que levavam os gados a caminho dos campos. Aqueles que sobreviveram foram imediatamente levados para as câmaras de gás.

2. O assassinato mais intensivo do Holocausto ocorreu em setembro de 1941 na Ravina Babi Yar, apenas fora de Kiev, Ucrânia, onde mais de 33 mil judeus foram mortos em apenas dois dias. Os judeus foram obrigados a se despir e caminhar até a borda do barranco, onde a tropa de alemães começaram a atirar e todos foram caindo no abismo.

3. Os alemães utilizaram uma quantidade gigantesca de Zyklon B, um pesticida a base de ácido cianídrico, cloro e nitrogênio, que dois parceiros de uma empresa líder de controle de pragas que forneciam, Tesch e Stabenow (Testa). Eles foram julgados perante um tribunal militar britânico por acusação de genocídio. A acusação alegou que era impossível eles não perceberem o fornecimento maciço do pesticida para os campos de concentração. Eles foram condenados e enforcados.

4. Entre 1933 e 1945, mais de 11 milhões de pessoas foram assassinadas durante o Holocausto, entre homens, mulheres e crianças. Aproximadamente seis milhões destes eram judeus.

5. Os prisioneiros, principalmente os judeus, eram forçados a enterrar cadáveres ou a queimá-los em fornos, uma vez que os nazistas não queriam testemunhas oculares. Alguns desses prisioneiros dependiam do envio contínuo de judeus para os campos de concentração para se manterem vivos.

6. Em uma Conferência de Wannsee em janeiro de 1942, quatorze nazistas de alto escalão se encontraram e apresentaram um programa para expulsar todos os judeus para a Polônia, onde as SS os matariam.

7. Os nazistas destruíram, saquearam e queimaram mais de 1.000 sinagogas e destruíram mais de 7.000 empresas. Também arruinaram hospitais judeus, escolas, cemitérios e casas. Quando terminou, 96 judeus estavam mortos e 30 mil presos.

8. No início da exterminação dos judeus europeus, os nazistas obrigaram os prisioneiros a entrar em guetos e conduziram uma política de aniquilação indireta e planejada, negando-lhes o direito dos meios básicos de sobrevivência. No gueto de Vóvia, o maior gueto na Polônia, aproximadamente 1% da população morria a cada mês.

9. Rudolph Hess, em suas memórias descreveu o processo que os alemães utilizavam para fazer com que os judeus entrassem nas câmaras de gás. Para que não houvesse pânico, eles utilizaram uma “Equipe de Destacamento Especial”, que eram na verdade outros prisioneiros judeus.

Eles pediam que os prisioneiros se despissem para que fossem lavados e desinfetados, tentando manter um ar calmo e a ajudar aqueles que estavam resistentes em se despir. As crianças muitas vezes choravam, mas depois que os membros da equipe do Destacamento Especial os confortaram, entraram nas câmaras de gás, brincavam entre si e muitas vezes ainda carregavam seus brinquedos.

10. No complexo de Auschwitz, mais de um milhão de pessoas foram assassinadas, sendo aproximadamente 90% judeus, mais do que em qualquer outro lugar. O complexo de Auschwitz incluiu três grandes campos: Auschwitz, Birkenau e Monowitz.

11. A palavra “Holocausto” vem de holo grego “inteiro” + kaustos “queimado”. Refere-se a um sacrifício animal em que ele é queimado inteiro. Também é conhecido como Shoah , que em hebraico significa “destruição”. Os termos “Shoah” e “Solução final” sempre se referem ao extermínio nazista dos judeus e “o Holocausto” refere-se ao genocídio geral causado pelos nazistas, Enquanto o termo geral “holocausto” pode se referir ao assassinato em massa de qualquer grupo por qualquer governo.

12. Dos 9 milhões de judeus que viveram na Europa antes do Holocausto, aproximadamente de 2/3 deles foram exterminados. Milhares de outros, incluindo aqueles que eram adversários deficientes, políticos e religiosos de Hitler, romanos, Testemunhas de Jeová e homossexuais, também foram assassinados.

13. A maioria das pessoas que foram deportadas para os campos de trabalho e de extermínio foram transportadas em vagões de gado. Nesses vagões a situação era extremamente precária, onde não tinha água, comida, banheiro ou qualquer tipo de ventilação. O transporte mais longo durou 18 dias e todos já haviam morrido quando as portas foram abertas.

14. A maioria daqueles sobreviventes aos experimentos do Dr. Josef Mengele, conhecido como o “Anjo da Morte” foram assassinados e dissecados. Centenas de crianças foram mutiladas, paralisadas e morreram. Ele era conhecido por crianças como “Onkel Mengele”, o homem que levava doces e brinquedos antes de matá-los. Mais tarde, Mengele morreu afogado no Brasil em 1979.

15. Twins ficou fascinado com o médico nazista Josef Mengele. De acordo com uma testemunha, Mengele teria costurado duas crianças gêmeas de 4 anos de idade, chamado Guido e Ina, na tentativa de criar gêmeos siameses. Mas seus pais conseguiram pegar morfina e matá-los para acabar com seus sofrimentos.

16. Em 1935, Hitler apresentou as Leis de Nuremberga, na qual se tornava ilegal os alemães se casarem ou fazer sexo com judeus. Também privou os judeus da cidadania alemã e da maioria dos seus direitos civis.

17. O pseudo-documentário nazista de 1940, “O Eterno Judeu”, tentou justificar o extermínio de judeus da Europa, algo injustificável. O filme tem a intenção de fazer o povo alemão acreditar que os judeus foram os responsáveis pelas desgraças do mundo, inclusive da Alemanha, e que esta ameaça precisava ser eliminada.

18. Em 11 de novembro de 1938, foi decretado um regulamento que proibia os judeus de terem posse de armas de fogo ou outro tipo de armas.

19. O gás nas câmaras entrou primeiro nas camadas inferiores de ar e depois subiu lentamente para o teto, o que forçou as vítimas a pisar um ao outro na tentativa de respirar. As vítimas mais fortes foram encontradas em cima da pilha de corpo das pessoas mais fracas.

20. As vítimas do campo de concentração que não encontravam mais esperanças de vida foram apelidadas de Muselmann (alemão para “muçulmano”). Eles se agachavam com as pernas dobradas de forma “oriental”, com os ombros curvados e a cabeça cabisbaixa. Primo Levi, um sobrevivente e escritor judeu, afirmou que, se ele pudesse incluir todo o mal do nosso tempo em uma imagem, ele escolheria a imagem desses judeus.

21. A princípio, foi utilizado o monóxido de carbono nas câmaras de gás, posteriormente, o inseticida Zyklon B.. Quando os prisioneiros estavam trancados na câmara de gás, e o Zyklong B foi lançado nas aberturas no lado das paredes, liberando o gás tóxico, o médico da saúde, Joann Kremmler, relatou que as vítimas lutavam e gritavam desesperadamente por suas vidas. As vítimas foram encontradas meio agachadas na sala, com sangue saindo de suas orelhas e espumando pela boca.

22. Hitler conseguiu construir mais de 1.000 campos de concentração de diversas formas. Em primeiro lugar, ele estabeleceu uma base jurídica para os atos de crueldade, criando a Lei de habilitação, o que lhe permitia fazer o que quisesse. Em segundo lugar, ele usou propaganda e mídia para desumanizar os judeus e, finalmente, ele usou um sistema de brutalidade para aterrorizar as pessoas que estão sob seu domínio.

23. Dachau, foi o primeiro campo de concentração. Os primeiros prisioneiros que chegaram em Dachau foram opositores políticos de Hitler que foram colocados lá sob custódia protetora, incluindo comunistas, socialistas e católicos políticos. Posteriormente, Dachau foi utilizado para exterminar os judeus.

24. Enquanto os judeus fugiam da Europa sob o governo de Hitler, representantes de 32 países se encontraram em Evian, na França, em 1938 para discutir a crescente crise de refugiados na Europa, mas países como a Grã-Bretanha, Austrália e o Canadá se recusaram a aceitar os judeus, pois não queriam se envolver com o problema.

A Holanda e a Dinamarca ofereceram asilo temporário, mas para apenas alguns refugiados. Somente a República Dominicana que se ofereceu para levar 100 mil judeus, mas conseguiram levar apenas alguns judeus.

25. Em 23 de julho de 1944, os soldados soviéticos foram os primeiros a libertar os prisioneiros dos campos da morte. Inicialmente, as pessoas se recusaram a acreditar nos relatos soviéticos sobre os horrores que eles encontraram nos campos de concentração.

26. Existiram vários tipos de campos de concentração durante o Holocausto, sendo seis deles como o principais entro de matança, todos localizados na Polônia: Treblinka, Sobibor, Belzec, Chelmno, Auschwitz / Birkenau e Majdanek.

27. Mais de 870 mil judeus foram assassinados em Treblinka por uma equipe de apenas 150 pessoas. Havia menos de 100 sobreviventes conhecidos em Treblinka.

28. Só em Birkenau (Auschwitz II) foi palco do extermínio de mais de 1,1 milhões de judeus, além de 20 mil poloneses, 19 mil ciganos e 12 mil prisioneiros russos de guerra.

29. Na entrada para cada campo da morte, houve um processo de Selektion ou seleção. Os primeiros a serem condenados a mortes foram as mulheres grávidas, as crianças pequenas, os doentes ou deficientes e os idosos, pois para os nazistas eram pessoas improdutivas e que só serviam para atrapalhar.

30. Os trabalhadores do campo de concentração eram obrigados a correr na frente dos oficiais do Schutzstaffel (em português “Tropa de Proteção”), abreviada como SS, para mostrar que ainda tinham forças. Os oficiais da SS comandavam dois corredores, onde um levava para as câmaras de gás e o outro ninguém sabia onde daria.

FONTE: FactRetriever
VEJA ESSES ARTIGOS TAMBÉM:

Deixe seu comentário

Clique aqui para deixar um comentário