Construções Curiosidades Fantasmas Mistérios

Mistérios depois do incêndio no Edifício Andraus

Pasta: 32707 - Crédito:ARQUIVO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Codigo imagem:4571

Edifício Andraus é um edifício localizado no centro da cidade de São Paulo, na esquina da Av. São João com a Rua Pedro Américo e foi inaugurado em 1962. O edifício possui 32 andares e altura de 115 metros. Inicialmente o edifício iria se chamar “Edifício 50”, por ser o quinquagésimo a ser erguido pela construtora Organização Construtora e Incoporadora Andraus (Ocian), mas no final acabou optando por outro nome, em homenagem a seu fundador.

Incêndio

O edifício foi palco de um incêndio ocorrido em 24 de fevereiro de 1972, onde teve 16 mortos e 330 feridos. Segundo especialistas, o incêndio pode ter ocorrido devido a uma sobrecarga no sistema elétrico causando um curto-cirtcuito. O fogo iniciou-se no segundo pavimento e consumiu o prédio todo, atingindo também cinco prédios vizinhos. O edifício era composto por escritórios empresariais, entre eles os das multinacionais Henkel e Siemens. Hoje recuperado, abriga repartições públicas e é ainda conhecido como “Prédio da Pirani”, por à época da tragédia abrigar em seus primeiros andares, térreo e subsolos uma popular loja hoje não mais em atividade.

Vítimas

Entre as vítimas fatais, dois executivos da Henkel: Paul Jürgen Pondorf, presidente da empresa, e Ottmar Flick. A maioria dos sobreviventes da tragédia, impossibilitados de utilizar as escadas de emergência, optaram por subir ao último pavimento do edifício, onde ficaram até que os bombeiros controlassem o fogo. Foram posteriormente resgatados de helicóptero pelo piloto Olendino de Souza.

Consequências

Devido a proporção do incêndio, poderia ter tido mais vítimas fatais, mas graças ao resgate aéreo, houveram vários sobreviventes, pois tinha um heliporto. No incêndio do Edifício Joelma, em 1974, tiveram 188 mortos, porque o Joelma não tinha escadas de incêndio nem uma laje no último andar capaz de suportar o pouso de um helicóptero.

Mistérios

O incêndio do Andraus foi, na época, a primeira grande tragédia transmitida ao vivo pela televisão brasileira, e as cenas horríveis de pessoas se jogando das janelas do edifício chocaram o Brasil e o mundo. Até hoje, os moradores dizem escutar os pedidos de socorro daqueles que morreram. Já foram registrados casos de “poltergeist”, como o barulho de portas e janelas que abrem e fecham sozinhas, além de ruído de passos.

Veja mais: Mistérios após o incêndio no Edifício Joelma

Visitantes, funcionários e vigias afirmam que o prédio é realmente assombrado e habitado por fantasmas, pois dizem ouvir barulhos muito estranhos durante a noite. No dia 24 de fevereiro de 1972, Hoje, o prédio que fica localizado no centro de São Paulo e é um dos mais seguros da cidade.

Edifício antes do incêndio.

edificio andraus incendio5

Edifício tomado pelo fogo.

edificio andraus incendio6 edificio andraus incendio7 edificio andraus incendio2 edificio andraus fogo edificio andraus fogo1Brasil, São Paulo, São Paulo, 24/02/1972, Curiosos e policiais observam o edifício Andraus tomado pelas chamas. Pasta: 32707 - Crédito:ARQUIVO/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Codigo imagem:4571edificio andraus incendio4

Edifício após o incêndio.

edificio andraus incendio1 edificio andraus incendio8 edificio andraus incendio9 edificio andraus incendio10 edificio andraus incendio11

Edifício nos dias atuais.

edificio andraus incendio

ESTÁ DIFÍCIL ACOMPANHAR TODOS OS ARTIGOS?
Receba diretamente em seu e-mail, um resumo com os novos artigos.

REDES SOCIAIS

Parceiro