Curiosidades

Doenças que certos animais podem transmitir

1. Bartonelose

Seu gato tem a mania de te arranhar? Saiba aqui que é muito importante você ter cuidado, pois nas unhas do seu felino é possível encontrar uma bactéria denominada por Bartonella henselae. Além dos arranhões, ela também pode ser transmitida através da saliva do animal em contato com a pele e picadas.

Os sintomas de infecção incluem bolhas no local da lesão, febre e fadiga. Você deve procurar tratamento médico que normalmente é tratado com antibióticos.

2. Psitacose

Psitacose, também conhecida como ornitose ou febre dos papagaios, é uma doença infecciosa causada por clamídias, podendo ocorrer em qualquer lugar do mundo e ocorrer em qualquer época do ano.

A doença é principalmente transmitida pelas aves, normalmente dos papagaios, araras, periquitos, que são o reservatório natural da doença, todavia, outras espécies como pombos, perus e gansos também podem atuar como reservatório.

Além das aves, algumas espécies de mamíferos também podem ser afetadas. Acredita-se que cerca de mais de 130 espécies de aves podem ser hospedeiras dessa bactéria.

A psitacose é transmitida por via respiratória, por meio da aspiração de poeira contaminada pelos dejetos de animais doentes ou portadores. Os sintomas mais comuns são a tosse, febre, cefaleia e calafrios, acompanhados de comprometimento das vias aéreas superiores e inferiores, porém os pacientes com psitacose podem apresentar, ainda, epistaxe e esplenomegalia com quadro pulmonar semelhante a uma pneumonia atípica.

3. Toxoplasmose

A toxoplasmose é uma doença infecciosa, congênita ou adquirida, sendo uma zoonose cosmopolita causada pelo protozoário.  É normalmente transmitida por diversas espécies de mamíferos, suínos, caprinos, aves, animais silvestres, gatos e a maioria dos vertebrados terrestres homeotérmicos (bovinos, suínos, cabras, etc.)

Pode ser um enorme risco às gestações, podendo ocorrer abortos ou nascimento de fetos mal formados. A toxoplasmose congênita pode-se apresentar com formas graves ou com sequelas graves tardias, mesmo em crianças assintomáticas ao nascimento.

Um diagnóstico precoce dessa infecção permite um tratamento adequando as gestantes, sendo assim, capaz de reduzir a gravidade das sequelas da toxoplasmose no feto. Porém, ainda é grande o número de gestantes susceptíveis a essa infecção no país.

4. Tularemia

É uma doença infecciosa rara que normalmente ataca a pele, os olhos e os pulmões. Menos de 200 casos de tularemia são informados anualmente nos Estados Unidos — principalmente em estados centrais ocidentais e do sul.

A tularemia, ou febre da mosca do cervo, ou febre do coelho, como é mais conhecida, é causada pela bactéria Francisella Tularensis. Essa infecção afeta principalmente os roedores, coelhos e lebres, entretanto também pode infectar os peixes, os pássaros e os répteis.

Essa infecção chega aos humanos por diversas maneiras, inclusive pelas mordidas de insetos e exposição direta a um animal infectado. Ela pode ser fatal se não tratada adequadamente, além de ser altamente contagiosa. Se diagnosticada cedo, a doença pode ser tratada efetivamente com antibióticos.

O sintoma mais comum é o desenvolvimento de uma pneumonia. Devido a esse fato, é extremamente importante procurar um médico para a medicação correta.

ESTÁ DIFÍCIL ACOMPANHAR TODOS OS ARTIGOS?
Receba diretamente em seu e-mail, um resumo com os novos artigos.

REDES SOCIAIS

Parceiro