Curiosidades

As 8 doenças psicológicas causadas pela internet e o celular

Doenças psicológicas causadas pela internet e o celular

Tecnologia sempre existiu ao longo da história, mas de alguns anos pra cá tem se aperfeiçoado rapidamente, e nem todos estão conseguindo acompanhar esses avanços. Há cem anos a tecnologia era focada no uso de máquinas industriais e motores, mas atualmente está totalmente focada nos principais dispositivos eletrônicos. Como tudo é novidade, fica difícil mensurar seus efeitos e doenças em decorrências de tantas tecnologias.

Algumas doenças estão começando a aparecer. Segundo a TechHive consultoria de novas doenças psicológicas causadas pela Internet e telefones celulares, essas são algumas da doenças que estão vindo juntas com essas novas tecnologias.

1. Síndrome do toque fantasma

O que acontece? Nada … a pessoa apenas tem a sensação de que seu telefone vibrou ou tocou. A explicação é que o nosso cérebro ficou condicionado a receber mensagem ou ligação a qualquer momento, especialmente se estamos estressados, sendo então, uma sensação muito comum em até 70% dos usuários de celular.

2. Nomofobia

A Nomofobia causa uma enorme aflição pela falta do aparelho celular. Ela pode variar de leve desconforto ao ataque de ansiedade extremamente grave. Muitos usuários já experimentaram essa fobia quando se deram conta de que não estavam portando seus celulares. O nome desta doença é derivado de três palavras: “não”, “móvel” e “fobia”.

3. Depressão Facebook

Quando surgiram as redes sociais, a intenção era de que aumentassem as possibilidades de interação entre as pessoas, torna-as mais felizes, portanto um estudo da Universidade de Michigan chegou a conclusão de que não, que ela pode ser uma grande vilã em suas vidas. A depressão está diretamente ligada ao tempo em que os jovens passam no Facebook.

Como todo mundo virtual, o Facebook é mais um em que faz a pessoa acreditar que as postagens de seus amigos são de um mundo bem melhor que o seu, onde todos são felizes, bem sucedidos e populares, causando então a depressão. Outro fator que também desencadeia essa doença é quando o usuário faz postagens que não são tão compartilhadas ou suficientemente curtidas como ela esperava, causando então profunda frustração.

4. Transtorno de Dependência da Internet

Esse transtorno faz com que a pessoa não consiga ter uma vida tranquila sem estar conectada a internet, causando então uma dependência compulsiva, desencadeando depressão, TOC, Transtorno de Déficit de Atenção e ansiedade social, quando não conectados. De acordo com os especialistas, as formas de vício em internet geralmente estão ligadas a “baixa autoestima, baixa autossuficiência e habilidades ruins”.

5. Jogos online

Mania obsessiva de estar jogando o tempo todo. Na China já existem sistemas de reabilitações semelhantes aos programas de Alcoólicos Anônimos, sendo chamados de Centros de Desintoxicação da Internet, onde especialistas qualificados ajudam os jovens que são mais propensos a ter esta doença.

6. Efeito Google

O cérebro infelizmente fica condicionado a não mais utilizar as informações dele e simplesmente associam as respostas de questões aos motores de busca como o Google quando precisamos dela.

7. Hipocondríaco digital

Esse transtorno onde a pessoa está convencida de que sofre uma ou várias doenças cuja existência tenha aprendido pesquisando na Internet. É um mal que vem se espalhando rapidamente entre a população.

É bastante comum que nos dias atuais o Google se torne nosso primeiro médico, no sentido de que muitas pessoas recorrem ao buscador para descobrirem os sentidos de seus sintomas, deparando-se com resultados de uma doença que, na grande maioria dos casos, não corresponde ao que a pessoa realmente possui. É extremamente recomendável que você procure um especialista, e não se diagnostique pelo o que leu na internet.

8. Náusea digital (Cybersickness)

É a náusea causada a partir de funcionalidades dos aparelhos digitais. por exemplo a aproximação ou afastamento de imagens ao clicar em aplicativos. A pessoa pode ter a sensação de que irá vomitar, apresentando um mal estar.

O uso e capacidade de invasão da tecnologia em nossas vidas diárias é apenas de sua responsabilidade. Estabeleça limites para a sua utilização para que apresente apenas vantagens e nosso dia a dia e não que se torne um vício. Caso sinta que pode ser portador de alguma dessas doenças, procure um especialista para avaliar seu caso.

REDES SOCIAIS

Newsletter

Receba novidades no seu e-mail.

Parceiro