Conheça os piores funcionários do mundo

1. Após faltar por seis anos, um homem ganhou um prêmio por tempo de serviço

Um funcionário de uma companhia de água na cidade de Cádiz, na Espanha, ficou espantosamente seis anos sem dar as caras no trabalho sem que ninguém percebesse.

Seus colegas só perceberam no momento que, ironicamente, iriam presentear o homem por tempo de serviço. O homem era Joaquín García, de 69 anos e foi multado em 27 mil euros, valor equivalente a cerca de R$ 120 mil.

García se defendeu no jornal espanhol El Mundo, dizendo que seus superiores o colocaram em um cargo em que ele não precisava desempenhar “funções reais”, tudo por causa das posições políticas de sua família.

2. O indiano que ficou mais de duas décadas sem comparecer no trabalho

Esse funcionário público da Índia trabalhava no departamento de obras públicas, ficou doente e resolveu ir para casa em uma manhã em 1990, mas, ele nunca mais voltou ao trabalho.

Em 2015, o caso se tornou público quando o ministro de Desenvolvimento Urbano, Venkaiah Naidu, decidiu cortar alguns cargos para assegurar a prestação de contas dentro do orçamento delimitado.

3. 1,5 milhões foi o que um francês pediu de indenização a empresa em que trabalhava devido à seu trabalho entediante

Frederic Desnard, um francês de 44 anos, pediu o equivalente a 1,5 milhão de reais a sua antiga empresa, Interparfums, onde trabalhou por quatro anos.

Frederic, que ganhava cerca 14 mil reais por mês, argumentou que, durante o tempo em que atuou como diretor de serviços gerais, não recebeu nenhuma tarefa para exercer. Além disso, seus supervisores pediam para que ele realizasse tarefa que não era da alçada dele, como buscar os filhos depois das aulas.

No processo em que ele moveu contra a empresa,  afirmou que tinha depressão e chegou a sofrer um acidente de trânsito devido a um ataque epilético.