Conheça a irônica morte de Bobby Leach

Bobby Leach

Bobby Leach era um dublê circense de Cornwell, Inglaterra e nasceu em 1858 em Cornwall, Reino Unido e morreu em 26 de abril de 1926 na Nova Zelândia.

Ele foi a segunda pessoa a passar por cima das Cataratas do Niágara, no Canadá em um barril, depois da primeira mulher fazê-lo em 25 de novembro de 1911, Annie Edson Taylor de 63 anos.

Leach projetou um barril supostamente mais seguro do que a de Annie, feito de aço e madeira, com 2,4 metros de comprimento e desceu as cataratas.

 

Mas essa façanha não deu muito certo, pois seu barril bateu e ficou preso nas pedras, dificultando muito o seu resgate. Leach quebrou os dois joelhos, uma mandíbula e luxou diversas outras partes de seu corpo. Passou cerca de seis meses se recuperando no hospital.

Antes dessas loucuras, Leach foi dono de um restaurante na Bridge Street e também trabalhou em um circo. Oposto de Annie Taylor que foi a primeira pessoa a descer nas cataratas do Niágara de barril, Leach começou a ficar famoso. Durante vários anos ele viajou por diversas cidades contando sua incrível aventura, exibindo seu barril e posando para fotos.

Em 1926, enquanto fazia uma turnê publicitária pela Nova Zelândia, Leach escorregou em uma casca de laranja e fraturou a perna. A perna foi infectada, e eventualmente devido a uma gangrena precisou amputá-la. Mas devido complicações, o ex-dublê morreu de complicações decorrentes da lesão dois meses depois.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

REDES SOCIAIS

Parceiro