Como surgiu a história do “Pacto com o Diabo”?

Segundo a lenda, um negócio com o Diabo, pacto com o Diabo ou uma Barganha Faustiana, teria surgido a partir de um motivo cultural, através da lenda de Fausto e da figura de Mefistófeles, mas rudimentar para muitos contos Cristãos. No catálogo tipológico de Aarne-Thompson, consta sob a categoria AT 756B – “O contrato do Diabo”.

História de Fausto

Fausto foi o protagonista de uma popular lenda alemã de um pacto com o demônio, baseada no médico, mago e alquimista alemão Dr. Johannes Georg Faust, nascido em 1480 e falecido em 1540.

O nome Fausto tem sido usado como base de diversos textos literários, o mais famoso deles a peça teatral do autor Goethe, produzido em duas partes, escrita e reescrita ao longo de quase sessenta anos. A primeira parte – mais famosa – foi publicada em 1806 e a segunda, em 1832 – às vésperas da morte do autor.

Cópia de um pacto com o diabo (supostamente de 1669), do pintor Christoph Haitzmann, Biblioteca Nacional Austríaca.

Evocação

Na fadiga de superar os conhecimentos de sua época, Fausto evoca os espíritos e, por fim, Mefistófeles, um demônio etimologicamente denominado como o inimigo da luz, no qual ele negocia sua vida por 24 anos, sem envelhecer.

Durante este tempo, conforme o contrato assinado com seu próprio sangue, o diabo ficaria por conta de servir Fausto, mas no final, exigiria sua alma em troca. Entregue aos prazeres durante este tempo, quando seu contrato foi finalizado, teria levado Fausto para o inferno.

Porém, nesse intervalo de tempo, teria conhecido Margarida, no qual se apaixonou perdidamente, ela por sua vez, tentou conseguir a salvação de Fausto, mas sem sucesso, pois o destino cumpriu o inevitável.

Considerado símbolo cultural da modernidade, Fausto é um poema de proporções épicas que relata a tragédia do Dr. Fausto, homem das ciências que, desiludido com o conhecimento de seu tempo, faz um pacto com o demônio Mefistófeles, que o enche com a energia satânica insufladora da paixão pela técnica e pelo progresso.

Na crença cristã em bruxaria, o pacto é realizado entre a pessoas e Satã, ou um demônio, onde ela oferece sua alma em troca de benefícios próprios, normalmente a escolha são, sucesso, dinheiro, poder, juventude ou beleza, ma, existem algumas pessoas que realizam esse tipo de pacto apenas por crença no diabo, e sem pedir nada, apenas para tê-lo como mestre, um tipo de religião de adoradores do diabo (satanismo).

A troca é considerada extremamente perigosa, pois o preço cobrado pelo demônio é a própria alma, além de que, o diabo é o pai da mentira, então fica aí a dúvida.