10 fatos curiosos sobre a série American Horror Story

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]1.[/mks_dropcap]Ryan Murphy na verdade pretendia contar a história de Charles Manson e de seus seguidores, antes de se decidir pelo tema das bruxas de New Orleans. Ryan não contou a história de Charles devido a dificuldade que seria em conseguir os direitos necessários para filmar a história, uma vez que Charles havia assassinado a atriz Sharon Tate, na época casada com Roman Polanski. Por fim, Ryan acabou pensando que seria pesado demais até para American Horror Story.

Charles Manson

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]2.[/mks_dropcap]Os fãs de American Horror Story sabem que a maioria dos casos apresentados são realmente reais. Entre esses, podemos destacar a existência da Madame Delphine LaLaurie (Kathy Batles) e das atrocidades que a monarca cometia contra seus escravos; a existência de Marie Laveau (Angela Basset) e do Axemen (Danny Huston), ambos personagens da terceira temporada; o caso da Dália Negra, apresentado em Murder House e o assassinato em massa das enfermeiras num hospital escola do sul de Chicago, que em American Horror Story foi retratado no episódio de Halloween da primeira temporada.

Madame Delphine LaLaurie

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]3.[/mks_dropcap]A canção Dominique que toca na segunda temporada, era utilizada como uma maneira de torturar os internos do Briarcliff, que eram forçados a ouvi-la em repetidamente na sala de recreação. O que pouca gente sabe é que a história da Soeur Sourire, a cantora responsável pela gravação original, é tão macabra quanto American Horror Story fez a faixa se tornar: a moça era freira, abandonou o hábito por ser homossexual e acabou se suicidando depois de uma série de eventos trágicos em sua vida. E esse foi o único hit que ela emplacou na vida.

Brussels. (AP Photo)
Brussels. (AP Photo)

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]4.[/mks_dropcap]As influências de Murphy e Falchuck ao escrever o roteiro da série também são demonstradas por meio das canções escolhidas. Há canções da trilha sonora de Psicose (Psycho, 1960), do Drácula de Bram Stoker (Dracula, 1992) e de Revelação (The Human Stain, 2003)

Trilha sonora de American Horror Story

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]5.[/mks_dropcap]Evan Peters e Emma Roberts começaram a namorar nos bastidores de American Horror Story em 2012, e em sequência teriam ficado noivo durante as férias das gravações. Mas, atualmente não estão mais juntos.

Emma Roberts e Evan Peters

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]6.[/mks_dropcap]Evan Peters, que deu vida a Tate, Kit e Kyle em American Horror Story, tem um histórico de nudez bastante engraçado com a série. Além das constantes piadas envolvendo os closes nas nádegas do rapaz, ele sempre estava nu por baixo da roupa de Rubber Man (o outro personagem que interpretava em Murder House) e, numa cena em que o rapaz tenta fugir com Grace (Lizzie Brocheré) do Briarcliff, em Asylum, o avental que Evan estava usando acabou por revelar um pouco mais do que as suas nádegas.

Evan Peters

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]7.[/mks_dropcap]A famosa mansão da primeira temporada realmente existe, e é conhecida como Rosenheim Mansion. Ela foi construída em 1908 e fica em Los Angeles nos Estados Unidos. O nome da mansão foi dado devido ao nome de um renomado arquiteto na época, Alfred Rosenheim. Além de American Horror Story, também foram feitas gravações de Buffy: A Caça-Vampiros nessa mansão.

mansao american-horror-story

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]8.[/mks_dropcap]O clima na Instituição Mental de Briarcliff era tão pesado que o personagem de Zachary Quinto resolveu levar seu banjo para os sets de filmagem e tocá-lo nos intervalos das gravações para descontrair daquele clima estranho.

Briarcliff

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]9.[/mks_dropcap]As aberturas de Murder House e Asylum foram criadas por Kyle Cooper, o mesmo responsável pela abertura de The Walking Dead e do filme Seven – Os Sete Crimes Capitais (Se7en, 1995). Veja abaixo a abertura de Asylum, até agora a mais assustadora das três.

abertura de Asylum

[mks_dropcap style=”letter” size=”32″ bg_color=”#ffffff” txt_color=”#000000″]10.[/mks_dropcap]Moira, interpretada por Frances Conroy na primeira temporada e Myrtle na terceira realmente tem um olho mais azul que o outro! A atriz passou por uma cirurgia ocular malsucedida e acabou perdendo o desenho da córnea.

Frances Conroy

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

REDES SOCIAIS

Parceiro